12 ferramentas de construção civil que você precisa ter na sua obra

Ao começar uma obra, as etapas que vem antes de irmos para o canteiro são essenciais para o sucesso do empreendimento. O planejamento talvez seja uma das partes mais importantes nesse contexto. Durante ele serão levantadas questões como ferramentas e mão-de-obra, itens que devem ser escolhidos com toda cautela e atenção necessária.

Com as ferramentas adequadas o profissional poderá se mostrar ainda mais produtivo e garantirá efetivamente mais segurança durante a obra. Além disso, otimização de tempo, agilidade e confiabilidade, são alguns dos benefícios trazidos pelo uso das ferramentas corretas para cada atividade e momento da obra.

Pensando nisso, reunimos aqui uma super lista de ferramentas de construção civil essenciais para sua obra. 

Continue lendo e veja quais ferramentas priorizar na hora de começar os investimentos para a obra.

Confira quais ferramentas que não podem faltar na sua obra!

    1. Colher de pedreiro: Utilizada para assentar de tijolos, aplicar cimento e argamassa, e/ou misturar materiais dessa natureza.
    2. Conjunto de chaves: Sejam do tipo chave de fenda, chave philips, chave estrela, chave inglesa, dentre várias outras, as chaves no geral são itens indispensáveis no aperto de peças de acordo com a necessidade. 
    3. Furadeira e parafusadeira: Possuem como funções primárias perfurações em geral de materiais como plásticos, metais, madeiras e até paredes, impedindo que atividades também como parafusar sejam feitas manualmente.
    4. Martelo e marreta: Resistentes, de fácil manuseio e versáteis, estas ferramentas são tradicionais para diversas atividades na obra. 
    5. Trena: Item básico para obras de todos os portes, esta ferramenta é utilizada para facilitar medições sem grande deslocamento do operador, permitindo autonomia e otimização de recursos. 
    6. Carrinho de mão: Item essencial para transporte facilitado de produtos e materiais dentro do canteiro, garante agilidade e economia de tempo. Possui modelos em diversos tamanhos e capacidades disponíveis no mercado.
    7. Betoneira: Utilizada para misturar materiais como argamassa e cimento, este equipamento é fundamental para preparação de massas em grandes volumes com maior rapidez e eficiência. Garante precisão no ponto e quantidade de massa necessária para os usos gerais da obra.
    8. Peneira: Um dos principais equipamentos de uma obra, a peneira é amplamente utilizada para obter menos granulometria de materiais (areia, por exemplo) e consequentemente um melhor acabamento na massa. 
    9. Alicates: Disponíveis no mercado em vários modelos para atender necessidades específicas de cada contexto na obra. São utilizados para cortar, prender e desprender peças, dobrar, dentre outras funções. Alguns tipos comuns de alicates são: de pressão, de corte, torquês, rebitador, universal, etc.
    10. Espátulas: Utilizada para atividades como raspar resíduos de tinta, cimento ou outros, esta ferramenta também é capaz de “cortar” rebarbas de superfícies diversas, auxiliando na aplicação de massa e gesso e na preparação do cimento. 
    11. Disco de corte: Importante ferramenta para cortar materiais como aço e ligas, inox, bronze, mármore, granito, dentre vários outros. Composto por telas de fibra de vidro, resinas e grãos abrasivos o disco é comumente utilizado no corte de chapas, perfis, tubos, barras, etc. O diâmetro e forma como o corte precisará ser feito vai pedir discos diferentes de acordo.
    12. Lixadeira: Importante para dar acabamento em superfícies como o concreto, massa corrida, madeira, etc. Estão disponíveis no mercado em vários modelos adequados para cada contexto de uso. Alguns tipos são: orbital, de palma, angular, de cinta, dentre outros. 

Bônus: Equipamentos de segurança

Segurança sempre em primeiro lugar! Como vimos, as ferramentas e equipamentos corretos nas mãos de bons profissionais podem ser a garantia de uma obra tranquila e bem sucedida. Porém, o contrário pode ser um verdadeiro desastre. Por isso, além das ferramentas que elencamos acima, reunimos também alguns itens focados na segurança do trabalhador durante a execução da obra. 

Veja abaixo alguns deles:

  • Capacete – Importante EPI (Equipamento de Proteção Individual) para proteção da cabeça do trabalhador contra impactos e possíveis danos decorrentes de acidentes mais graves.  
  • Abafador de ouvido – Utilizado para evitar danos auditivos no trabalhador, abafando sons de máquinas pesadas e demais ruídos prejudiciais à saúde humana.
  • Luvas – Protetor para as mãos do trabalhador, estão presentes em diversos tamanhos, materiais e modelos para cada necessidade específica.
  • Máscara – Utilizada para bloquear o contato do rosto com partículas nocivas ao sistema respiratório do trabalhador. 
  • Cinto de segurança (paraquedista) – Fundamental para trabalhadores que atuam em grandes alturas. É responsável por estabelecer a ligação entre o trabalhador e a corda, evitando quedas

Conclusão

Uma lista e tanto, não é mesmo? Mas, apesar de tudo, esta lista comporta apenas as principais ferramentas, aquelas que devem ser consideradas primeiro durante o planejamento da obra. Desta forma, ainda existe todo um universo a ser explorado de equipamentos e ferramentas que vão se fazer necessário de acordo com o momento da obra.

Compartilhe este conteúdo e espalhe esta lista esperta por aí! Caso tenha alguma dúvida, entre em contato conosco. Estamos à disposição para lhe auxiliar.

Posts relacionados: